Archive for the ‘Outras editoras’ Category

A glória da graça de Deus
abril 7, 2011

Mês passado eu li o excelente livro “A Glória da Graça de Deus”, editado por Franklin Ferreira. O livro contém ensaios em honra a James Richard Denham Jr, carinhosamente conhecido como pastor Ricardo. Não trata-se de uma biografia, como alguns podem imaginar equivocadamente. Antes, trata-se de um Festschrift, que é um livro homenageando uma pessoa respeitada (especialmente um acadêmico) durante o seu tempo de vida. Os ensaios, todos escritos por brasileiros, abrangem as áreas de história, teologia, igreja e sociedade.


Sem exagero, os textos iniciais já são dignos do valor do livro: apresentação, prefácio, introdução e um texto do Rev. Gilson Santos sobre “O casal Denham no Brasil e o ministério da Editora Fiel” (págs. 31-54). As fotos são excelentes também. Mesmo sendo já há muito tempo um dos (literalmente) milhares de beneficiados com o ministério da Editora Fiel, encontrei nesses textos iniciais informações empolgantes, maravilhosas e todavia desconhecidas por mim sobre o que Deus fez através do casal Denham. Posso assegurar que é impossível ler tais relatos sem magnificar “a glória da graça de Deus”.


Seria cansativo para o leitor eu fazer um comentário sobre cada um dos 30 capítulos dessa coletânea. Nem é esse o objetivo deste post. O objetivo é que você adquira essa coletânea e a devore, para o bem da sua alma e mente. Dessa forma, restringir-me-ei a uns poucos capítulos e incluirei no final um link para o prefácio do editor.


Apreciei muito o capítulo 2, “O caráter confessional da fé reformada”, escrito pelo Rev. João Alves dos Santos. O texto é muito instrutivo e muito bem escrito. Não é de admirar, já que além de excelente teólogo, o Rev. João tem formação em Letras e Direito. Texto altamente recomendado!


Nem todos os capítulos deste livro são inéditos. Todavia, isso não desmerece nem deveria desanimar o leitor já conhecedor dos textos. O motivo é que são abordagens relevantes e sempre atuais, e que precisam ser revisitadas de vez em quando. Um exemplo é o excelente texto “A presença dos reformados franceses no Brasil colonial”, escrito pelo Rev. Franklin Ferreira, apresentado na coletânea como capítulo 3. O Rev. Franklin aborda com maestria um assunto que infelizmente é pouco conhecido entre os evangélicos do Brasil, mesmo entre aqueles que são da tradição reformada. Um prato cheio para quem gosta de história e de teologia.


O capítulo 4 foi escrito pelo Rev. Josafá Vasconcelos. Já conheço esse servo de Deus há um tempo considerável, mas principalmente pelas suas mensagens pregadas, e não tanto pelos seus escritos. Digo isso pois fiquei impressionado com o seu texto, “A evangelização no Brasil e a redescoberta da fé reformada”, que está muito bem escrito e de uma maneira cativante.



Entre os capítulos restantes, 7 são escritos por teólogos que dispensam apresentação ao público brasileiro, especialmente aqueles que compartilham a fé calvinista da Editora Fiel. Aliás, foi por meio de alguns dos livros da Fiel (Spurgeon e Pink, em especial) que Deus resgatou-me dos erros do arminianismo. Os teólogos mencionados são estes: Davi Charles Gomes, Augustus Nicodemus, Hermisten Maia, Mauro Meister, Paulo Anglada, Heber Campos, e Solano Portela. Não pretendo que isso seja tomado como uma crítica, mas senti falta de um artigo do Rev. Wadislau Gomes, excelente pastor, pregador, escritor e conselheiro.


Os demais artigos são escritos por nomes novos no cenário brasileiro. Contudo, tratam-se de contribuições importantes daqueles que têm a responsabilidade de levar adiante o legado do pastor Ricardo e da Editora Fiel. Nas palavras do editor, são “novos e promissores autores, que temos a honra de apresentar à igreja evangélica brasileira”.


A minha oração é que esses ensaios sirvam para edificar a Igreja de Cristo e trazer glória ao Senhor da Igreja, que é e sempre foi o objetivo desse servo de Deus, o pastor Ricardo, através do seu maravilhoso e abrangente trabalho.


A Deus seja a glória!


Por fim, com a palavra o editor.

Anúncios

Firmes
fevereiro 16, 2011

Esta semana li o excelente livro “Firmes”, publicado pela Editora Fiel. O famoso e amado John Piper é o editor do livro, juntamente com Justin Taylor.


O livro aborda o assunto da perseverança dos cristãos na fé, indicado no sub-título: “Um chamado à perseverança dos santos”.  “Perseverança dos santos” é um dos chamados cinco pontos do calvinismo, e este livro faz uma bela contribuição ao resgate da fé bíblica no Brasil, visto que uma das calúnias mais comuns lançadas contra o calvinismo é que essa é uma doutrina que leva à licenciosidade. Nada poderia estar mais longe da verdade! “Firmes” constitui um excelente testemunho da visão calvinista, ou melhor, da visão bíblica sobre o assunto: a perseverança na fé é necessária e obrigatória!


Na verdade, todos os cristãos, quer calvinistas ou arminianos, sustentam que o cristão deve perseverar na fé. A diferença (fundamental!) é que os calvinistas, expressando corretamente o ensino bíblico, afirmam que todos os verdadeiros cristãos perseveram na fé, e isso porque Deus é quem os preserva. E esse é um ponto continuamente enfatizado no livro de Piper e Taylor. Não completamos bem a nossa carreira devido às nossas obras ou desempenho, mas é o Deus Trino quem nos faz perseverar no amor e na santidade ao longo da nossa caminhada. A obra é dele. A nossa vida de santidade e perseverança é resultado da sua obra em nós.


Os textos que compõem o livro não tratam da perseverança na santidade a partir de uma única perspectiva. O excelente capítulo de John MacArthur, por exemplo, lida com a perseverança e as certezas necessárias para se ter um ministério duradouro. Ao contrário do que muitos parecem pensar, perseverar na santidade envolve também perseverar em ser fiel à Palavra de Deus em nossa pregação, algo que MacArthur enfatiza continuamente. Não se trata de um pecado de menor proporção. Além do pecado em si da perversão das Escrituras, algo já excessivamente terrível, tal pecado pode conduzir as demais pessoas a outros tantos pecados. Por exemplo, alguém que converte a graça de Deus em dissolução nas suas pregações, pode levar os seus ouvintes a viverem em licenciosidade, quer no trabalho, no casamento ou em outras esferas de sua vida.


Randy Alcorn, por sua vez, gasta a primeira metade do seu texto contando o belo testemunho sobre como ele e a sua família lutaram na causa contra o aborto. Após isso, Randy fornece conselhos preciosos para hábitos e decisões que nos ajudarão a perseverar até o fim.


Além dos contribuintes já mencionados, o livro contém um capítulo de Jerry Bridges e outro de Helen Roseveare. Os dois “capítulos” finais do livro são entrevistas com os autores: o segundo com MacArthur e Piper, e o primeiro com todos os outros.  Aqueles que, como eu, admiram John MacArthur, se deleitarão em conhecer mais um pouco sobre esse grande homem de Deus através dessa pequena entrevista.


Recomendo o livro sem reservas, que pode ser adquirido com um bom desconto na Livraria Erdos.